23/04/2013

BRASIL: Trabalhadores realizam ato contra os altos juros

O ato acontece no mesmo dia em que o Comitê de Política Monetária (Copom) decidirá sobre as novas taxas da Selic – sigla formada pelas iniciais de Sistema Especial de Liquidação e de Custódia, que é a taxa referencial de juros no Brasil.

Canindé Pegado, Secretário Geral da UGT, contou que o ato é o resultado da união de ações das centrais em torno da luta pela redução dos juros, porque a mudança da Selic atinge diretamente o povo brasileiro.

Pegado explicou, ainda, que há duas correntes dentro do Governo Federal, uma que é chamada de monetarista e que quer controlar a inflação através de juros altos e, a outra, defendida pelas centrais, que é a corrente desenvolvimentista, que luta pelo crescimento do PIB, porque desta maneira gera crescimento ao país, com geração de empregos e renda e, consequentemente, melhoria de condições de vida da população.

“Não podemos ficar indiferentes, se os juros aumentarem haverá uma recessão, porque com o aumento dos preços, a população consumirá menos. Juros alto nunca foi remédio para conter a inflação em nenhum país do mundo. Nossa prioridade é o crescimento do PIB que gera melhoria na condição de vida”. Afirma Pegado.

Para Marcos Afonso, secretário de imprensa da UGT, a data de hoje é um dia histórico para o movimento sindical brasileiro. As quatro centrais se unem, mais uma vez, num ato unificado e solidário para mostrar à sociedade e ao governo a posição dos trabalhadores, que “querem maiores investimentos, ampliação do mercado de trabalho e melhoria significativa na remuneração salarial”, finaliza Marcos Afonso.

O UGT Global é o Boletim de Informação Internacional da União Geral dos Trabalhadores. A UGT é uma organização sindical constituída para defender os trabalhadores brasileiros através de um movimento sindical amplo, cidadão, ético, solidário, independente, democrático e inovador.

 

*Por Giselle Corrêa, UGT

17 Vistas