28/03/2012

BRASIL: Marcha nacional de los Servidores Públicos de CSPB

Segundo a presidente do SindserfRJ, Maria Helena de Sene, a luta principal é pelo aumento salarial. “No governo de Fernando Henrique, ficamos 12 anos sem aumento. Parece que o Governo tem dinheiro para tudo, menos para o servidor, não precisamos comer, nos vestir, ter planos de saúde, nossos filhos não estudam, é só trabalhar para o governo e mais nada. E somos nós que movemos a máquina pública no país. Se não trabalharmos, nada se move, porque os engenheiros, os deputados, os advogados não conseguem fazer o trabalho deles se nós não fizermos o nosso”, afirmou.

A diretora da CSPB citou como exemplo o recente concurso realizado pelo Senado Federal há poucas semanas demonstrando a necessidade de servidores públicos em um dos mais importantes órgãos públicos do país. “Nós não somos funcionários do governo, somos funcionários do povo, quem paga nosso salário é o povo, então temos que oferecer um trabalho excelente, mas não temos condição de fazer isso com os salários que temos, sem cursos de reciclagem”, concluiu.

No total, 31 sindicatos, confederações e Centrais Sindicais do Fórum Nacional das Entidades dos Servidores Federais se concentraram desde as 9 horas da manhã na Praça da Catedral Metropolitana de Brasília para participar do movimento. Os participantes seguiram passeata até o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), onde aguardaram a reunião entre o Secretário de Relações do Trabalho, Sérgio Mendonça, e alguns representantes da categoria.

Maria de Lourdes Negreiros tem 81 anos e veio de longe para participar da manifestação. Ela é aposentada do Ministério da Saúde do Estado do Ceará e acredita que os servidores públicos só conseguirão atingir seus objetivos quando forem à luta. “Nós trabalhadores e aposentados temos que fazer acontecer, esperar acontecer jamais. Eu acredito que o povão vai às ruas, que é de onde virá a última palavra”, disse.

Os eixos da campanha salarial 2012 dos servidores:

A “Campanha Salarial Unificada dos Servidores Públicos Federais 2012” foi lançada oficialmente no dia 15 de fevereiro de 2012 e é composta por seis eixos centrais. São eles:

– Definição da data-base;
– Política salarial permanente com reposição inflacionária, valorização do salário base e incorporação das gratificações;
– Cumprimento por parte do governo dos acordos e protocolo de intenções firmados;
– Contra qualquer reforma que retire direitos dos trabalhadores;
– Retirada dos Projetos de Lei, Medidas Provisórias, Decretos contrários aos interesses dos servidores públicos;
– Paridade entre ativos, aposentados e pensionistas.

SECOM – CSPB por Priscilla Castro

18 Vistas