21/10/2014

BRASIL: Diretor de Relações Internacionais da CSPB participa de Conferência Internacional de Comércio e Serviços

Promovida pela ISP – Internacional dos Serviços Públicos, a Conferência debate o impacto causado por este tratado que vem sendo negociado secretamente com os governos, à margem da OMC – Organização Mundial de Comércio, da ONU.

Segundo Sergio Arnoud, este tratado visa abrir as fronteiras nacionais para a comercializacao de serviços públicos como saúde e educação que seriam privatizados e transferidos para as multinacionais.

O mais grave, salienta Arnoud é que os países signatários abrem mão da regulação nacional em favor de tribunais internacionais, possibilitando que empresas estrangeiras acionem os governos nacionais, o que significa perda de soberania. Para a ISP que organiza o evento, é necessário denunciar este tratado, pois o mundo não esta a venda.

O dirigente destaca que felizmente o Brasil ainda não aderiu a este tratado que já conta com a adesão do Chile, Paraguai, Colômbia, Peru, Panamá e México aqui na América latina.

9 Vistas