Notícias
COMUNICAÇÃO

29/03/2017

CLATE se propõe fortalecer identidade comum dos servidores públicos


No Congresso Cinquentenário da CLATE, realizado em Cartagena, na Colômbia, no final de fevereiro de 2017, os delegados aprovaram uma série de documentos de trabalho e ação em diversas áreas estratégicas para a Confederação. Um deles aborda o tema da comunicação como ferramenta para “fortalecer a identidade comum dos servidores públicos da região”.


CLATE


O documento, que foi aprovado na segunda jornada do Congresso da CLATE, explica que “com a nossa tarefa de comunicação, queremos continuar fortalecendo a nossa identidade comum de servidores públicos, para nos reconhecermos mutuamente nas várias experiências que nos constituem como tais, em toda a região”.

 

O texto também afirma que “a nossa comunicação tem servido como fonte de dados e, ao mesmo tempo, como uma tentativa de prover chaves de interpretação para problemas que nos concernem como trabalhadores do setor público” e que “através das nossas ferramentas comunicacionais pudemos informar, de forma incipiente, sobre a situação dos diversos países onde se desenvolve a atividade estatal, o que deu chance aos nossos companheiros e companheiras de terem uma melhor perspectiva da situação continental dos servidores públicos”.

 

Com relação às perspectivas futuras de trabalho, o documento sobre comunicação indica: “Hoje, o desafio é trabalhar na produção de materiais próprios, tanto de pesquisa como de informação e, para isso requer-se uma planificação integral, assim como a participação de companheiros e companheiras que atuem como correspondentes desta usina informativa e de geração de conteúdos”.

 

O texto explica, ainda, que “partindo das diferentes áreas de comunicação, seja da cobertura informativa, como do modo de apresentação da informação, o desafio é unificar as pautas (por exemplo: estabilidade e defesa do emprego público, seguridade social, negociação coletiva e liberdade sindical), de acordo com a estratégia definida pelo Comitê Executivo”.

 

Por último, o documento faz ênfase no trabalho futuro em matéria de comunicação: “Nestes tempos de tanto fluxo informativo, de qualidades variadas, de imediatismo e de fugacidade dos conteúdos, é necessário otimizar nossos recursos e aprofundar nossas redes de comunicação para marcar presença no universo comunicacional atual”.


Leia aqui o documento completo.




Compartir en FB
<anterior            próximo>